“Cunha não tem legitimidade para comandar impeachment,” diz Gomide

Para o ex-prefeito de Anápolis, Antônio Gomide, um ano depois, a eleição para presidente ainda não acabou. Segundo ele, a oposição comandada pelo PSDB não aceita os resultados das urnas.
-
Gomide destaca que a oposição quer derrubar Dilma e para isso procura por fatos. “Os partidos de oposição até hoje não se conformaram com o resultado da eleição. A partir daí, desde o pedido de recontagem de voto, da questão do TSE, da questão do pedido de suspensão de diplomação dela, nós estamos vendo a oposição buscar encaixar algum fato para que ela possa ter legitimidade no impeachment. Agora, eles embarcaram na questão da pedalada. Já temos um ano arrastando para buscar um fato. Eles estão fazendo o impeachment de trás pra frente,” argumenta.
-
Clique aqui e ouça a entrevista completa de Antônio Gomide:
-
Gomide entende que Eduardo Cunha não tem legitimidade para comandar um processo de impeachment contra Dilma por todos os processos que enfrenta.
-
O petista aponta que a oposição não tem uma liderança para assumir o governo, como o PT tinha Lula em 2002.
-
Eleições 2016

-
Antônio Gomide entende que em Goiânia o grupo que está na base deveria se manter unidos para a próxima eleição, mas se isto não for possível, ele vê com naturalidade cada partido lançar um candidato no primeiro turno. Em relação a Anápolis, Gomide destaca que o partido vai trabalhar para reeleger João Gomes. Gomide não descarta se candidatar a vereador na cidade.

Fonte: Rádio 730

VOLTAR