Eleitor aceita sugestão de Gomide e rejeita nome apoiado por Marconi, sinaliza pesquisa

antonio-gomideO Instituto Voga/Tribuna de Anápolis realizou a primeira aferição do humor do eleitorado anapolino, bem como suas tendências políticas no período das pré-campanhas: João Gomes lidera simulações de primeiro e segundo turnos em um cenário que, no levantamento espontâneo, chega a ter quase a metade de indecisos. Clique aqui e veja a pesquisa completa.

 

A aferição do Instituto também foi às ruas da cidade a fim de saber qual o grau de influência de políticos com reconhecimento e popularidade em Anápolis no momento da escolha do voto pelo eleitor. A pergunta é muito simples: você votaria em um candidato a prefeito apoiado pelo Antônio Gomide/Marconi Perillo?

 

O resultado deste levantamento ofertou cenários distintos de ambos os nomes, considerados puxadores de voto em Anápolis. Enquanto o ex-prefeito, que figura em segundo na pesquisa espontânea, tem alto grau de influência, o governadorde Goiás, Marconi Perillo, tem sua opinião rejeitada pelo eleitor na simulação realizada. Para 53,6% dos eleitores, o apoio de Gomide é decisivo e ele votaria em um candidato apoiado pelo ex-prefeito. Enquanto isto, apenas 33,7% não votariam por conta da sugestão de Gomide sobre determinado nome.

 

Já com Marconi Perillo, o quadro se inverte: apenas 26% votariam em um candidato que tem o apoio declarado de Perillo e a maioria, 64,20% rechaça este apoio. É preciso frisar que aqueles que optaram pelo “não” em ambos os cená- rios afirmam apenas que não escolheriam seus candidatos na hora do voto por conta do apoio formal destes dois nomes, ou seja, há uma parcela que pode escolher candidatos independentemente do apoio dos dois políticos, considerados cabos eleitorais.

 

Fonte: Tribuna de Anápolis / 04-06-2016

VOLTAR