“O que é boato passa a ser sentença”, diz Gomide

O ex-prefeito Antônio Gomide esteve no programa Bate-Rebate desta terça-feira, e no primeiro momento falou sobre a gestão do PT em Anápolis. “Não adianta ficar discutindo problemas e sendo pessimita, o contexto internacional afeta o Brasil? Sim. Mas devemos buscar receita, planejamento, foco, definir prioridade e executar ações, e não ficar apenas no discurso, para que as coisas possam acontecer. Entramos em 2009, conseguimos fazer viadutos, limpeza da cidade, asfaltamos os bairros, inauguramos a UPA, implantamos o programa Minha Casa, Minha Vida. Anápolis está no caminho certo e vamos defender este projeto em 2016″, ressaltou.
-
Quanto a situação política atual, em que discute-se a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma, o ex-prefeito lamenta que no Brasil ‘boato passa a ser sentença’, critica a oposição, que não aceitou a derrota nas urnas e por isso a insistência em fomentar a crise política, e pontuou que em todas as instâncias, quem erra deve pagar pelo erro, no entanto pondera: “o problema é quando a gente paga pelo erro do outro”. Para Gomide, a oposição “conseguiu travar a política e a economia”.
-
Ao encerrar a entrevista, ele enfatizou: “aquilo que é denúncia não pode virar verdade e tem que existir o direito de ampla defesa. Mas o que percebo que no calor da discussão se mistura muita coisa. Com a decisão do Supremo, isto tende a melhorar, os processos contra o governo não tem clareza da informação e isto atrapalha a nossa defesa. A Justiça é o lugar certo para a pessoa ser julgada, isto é processo democrático e quem erra paga por isto”.
-

Fonte: Letícia Jury – Jornalista / Rádio São Francisco

VOLTAR