Acompanhe nosso trabalho nas redes sociais

Antônio Gomide lamenta “crise humanitária” no Afeganistão e questiona ações do governo Bolsonaro

O deputado Antônio Gomide (PT) fez uso da palavra durante o Pequeno Expediente da sessão ordinária desta terça-feira, 17, para lamentar o que chamou de “crise humanitária” enfrentada pelo Afeganistão. “Estamos vendo um grupo tomando um país e tornando refém uma população que paga um preço alto por conviver com extremismos. São cenas de intolerância, cenas de milícia armada, violência contra as mulheres e desprezo pela vida”, disse o parlamentar. 

Em seguida, Gomide fez um paralelo desses acontecimentos com a gestão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). “Essa casa tem o papel de combater aquilo que ameaça a nossa democracia. Primeiro o presidente coloca tanques nas ruas em ameaça ao STF [Supremo Tribunal Federal] e ao nosso Congresso, depois pede o impeachment de ministros do STF e participa de treinamento junto à Marinha. Enquanto isso, não se preocupa com o que verdadeiramente importa como a CPI da Covid-19 no Senado”, avaliou. 

Para ele, o presidente tenta “a todo instante” gerar uma crise institucional que levará o País a “confrontos”. “Precisamos defender a democracia com atitude para que amanhã não tenhamos aqui os mesmos exemplos que estamos vendo no mundo”, considerou, por fim, o parlamentar.