Acompanhe nosso trabalho nas redes sociais

Emenda de Antônio Gomide que destina quase R$ 70 milhões para UEG é vetada por Caiado

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado enviou veto a emenda do deputado estadual Antônio Gomide que solicitava R$ 69,7 milhões em recursos para reajustar o plano de carreira dos professores da Universidade Estadual de Goiás (UEG). Caiado vetou outras 148 emendas não impositivas enviadas pelos deputados da Casa durante o processo de tramitação da Lei Orçamentária Anual de 2022.

“O governo trabalha contra a UEG e toda a comunidade acadêmica ao frustrar a progressão da carreira na universidade”, afirmou o deputado estadual Antônio Gomide. A justificativa apresentada no veto à emenda de Gomide para manutenção das atividades na UEG foi de “inconstitucionalidade”. O pedido já havia sido aprovado na Assembleia Legislativa de Goiás e aprovado na Comissão de Constituição e Justiça, que avalia a constitucionalidade das matérias. Gomide também já havia conversado com o reitor da universidade.

Além da canetada contra a UEG que demonstra que Caiado não tem interesse de valorizar a categoria de professores, o governador também barrou uma emenda da oposição que destinaria R$ 351 milhões para pavimentação de rodovias. Todas as emendas coletivas apresentadas pelos deputados também foram barradas pelo Governo de Goiás.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest