Acompanhe nosso trabalho nas redes sociais

Gomide cobra diálogo de Caiado com a sociedade sobre reflexos da adesão de Goiás ao RRF

O deputado estadual Antônio Gomide (PT), criticou em entrevista à Rádio Sagres, nesta segunda-feira, 24, a falta de diálogo do governador Ronaldo Caiado com a Assembleia Legislativa e a sociedade sobre o Regime de Recuperação Fiscal (RRF). Na sexta-feira, 21, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por unanimidade, autorizar o Estado a refinanciar a dívida suspensa com instituições financeiras desde junho de 2019, que chegará R$ 4 bilhões até junho próximo, e permitir a adesão ao RRF.

“Nós queremos que um projeto importante como esse seja debatido. O governo obviamente tentará dar celeridade, mas nós não podemos ferir a autonomia do legislativo em detrimento do discurso do governador e da secretária de Economia de que iremos reduzir a dívida. Esse é um discurso muito equivocado porque o governo tem que fazer gestão”, declarou o deputado.

Em entrevista à imprensa no sábado, 22, o governador e a secretária de Economia, Cristiane Schmidt comemoraram a decisão. O refinanciamento permitirá a Goiás a continuidade da suspensão da dívida até a assinatura do RRF e mais um ano de suspensão após a adesão.

Para assinar o acordo, o governo goiano terá de enviar à Assembleia Legislativa uma proposta de emenda constitucional (PEC) alterando os artigos do Novo Regime Fiscal (NRF), que ficou conhecido como teto de gastos públicos, aprovado em 2017, e que limitou as despesas do Estado ao gasto no exercício anterior corrigido apenas pelo IPCA.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest